5 projetos 365 dias depois

Dias 25 e 26 de setembro de 2014, cerca de 100 pessoas reuniram-se no Porto para a 4ª edição do Cidadania 2.0. O mote do evento foi “inspirar, informar e impulsionar” projetos que, através das ferramentas sociais e de dados abertos, mobilizam a participação dos cidadãos na sociedade. Hoje, passado um ano, partilhamos os testemunhos de alguns dos protagonistas dessa edição.

Maria Leão neowrking

Maria Leão durante a sessão de networking do Cidadania 2.0 2014

Maria Leão, do projeto Aldeia Global, diz que o evento Cidadania 2.0 “foi um evento bom para conhecer novos projectos e […] apresentar o nosso em frente a diferentes audiências”. Para Maria João Pita do Atelier da Rua, a participação no evento permitiu um aumento da rede de contactos, bem como descobrir projetos e entidades que poderão bem vir a ser parceiros no futuro. As opiniões recolhidas e o aumento da visibilidade do projeto foram outros benefícios apontados pela responsável do Atelier da Rua, bem como Hugo Vilela do Places4All.

“Para o projeto My Neighbourhood, a participação no Cidadania 2.0 contribuiu para uma maior e melhor exposição no território nacional impulsionando alguns contactos com entidades e projetos relevantes”, disse Margarida Campolargo.

Devido a compromissos de ordem profissional, Diogo Nunes, responsável pelo DCID, não pode estar no Teatro Rivoli para apresentar o projeto. Preparou, por isso, uma mensagem em vídeo que exibimos na altura. Considera que tenha sido essa a razão pela qual não sentiu aumento de interesse pelo projeto como consequência do Cidadania 2.0. “[A] maioria do networking neste tipo de eventos é feito cara a cara”, reconhece.

Desde que os ouvimos o ano passado, estes projetos tiveram trajetos diferentes. Os projetos Aldeia Global e Atelier da Rua estão num impasse: no caso do Aldeia Global devido a outros compromissos profissionais dos membros da equipa; para o Atelier da Rua, e apesar do interesse que se continua a verificar, “urge o apoio financeiro necessário ao seu desenvolvimento e avanço no terreno em torno de um contexto de experimentação concreto, com actores disponíveis para apoiar o desenvolvimento do primeiro caso de estudo”.

Para o My Neighbourhood, um projeto que recebeu financiamento europeu até junho de 2015, há planos de expansão: para além de Portugal, Itália, Reino Unido e Dinamarca, deverá chegar em breve a outros países europeus e também para o Brasil. Independentemente do que aconteça a esse respeito, deste projeto resultaram uma plataforma e um conjunto de metodologias que estão a ser usados em novos bairros.

A plataforma DCID está atualmente a ser usada para o movimento Portugal Agora: “[a]través de networking pessoal, decidiu-se que esse movimento vai usar a nossa plataforma colaborativa para recolher e votar propostas dos seus associados e membros em geral”.

De vento em popa vai o Places4All que já conta, neste momento, com 52 espaços referenciados de acordo com o sistema de avaliação desenhado para o efeito. Para além disso, este projeto foi, este ano, nomeado para representar Portugal no World Summit Award da ONU, na categoria Inclusion & Empowerment.

De lembrar que no Cidadania 2.0 de 2014 passaram pelo palco do Teatro Rivoli no Porto mais oito projetos:

Margarida Campolargo no Cidadania 2.0 2014

Margarida Campolargo no palco do Cidadania 2.0 2014 para apresentar o My Neighbourhood

  1. Adoeci
  2. eSolidar
  3. FlipOver.org
  4. Futurium
  5. Generation E
  6. Iduka
  7. Incêndios.pt
  8. Invasoras.pt
  9. Mapa de Obras de Vila do Bispo
  10. POPSTAR
  11. Portal da Transparência Municipal
  12. Progrezz.it
  13. PSP no Facebook
  14. QEdu
  15. Rebooting Democracy
  16. SenseMyCity
  17. Sofá Visão’25
  18. Um País Como Nós

Publicado por:

   Ana Neves

Sócia e Diretora Geral da Knowman, empresa de consultoria nas áreas de gestão de conhecimento, comunidades de prática, ferramentas sociais e participação cívica digital. É uma das organizadoras do evento Cidadania 2.0 e a pessoa responsável pela plataforma Cidadania 2.0.

Deixe o seu comentário

Contactos

Tem questões sobre o Projeto Cidadania 2.0?
Tem sugestões? Quer ser nosso parceiro?
Por favor contacte-nos em info@knowman.pt

Subscrever newsletter

Quero receber:

Apoios

Logo da Samsys

Regressar ao cimo