Rede Livre

A tecnologia

Tendo como objeto o desenvolvimento de tecnolgias de alta demanda social em articulação com os diversos atores sociais, propomos algumas reflexões a serem debatidas:

Gestão:

Desenvolvimento e gestão das tecnologias de forma aberta e compartilhada, de modo que se construam modelos de gestão que aproximem a técnica da política, e possibilite a experimentação de novos modelos democráticos, no sentido de definir prioridades para desenvolvimento, gestão de recursos, criação e fortalecimento de novos instrumentos de participação, mediação interna e o estabelecimento de procedimentos.

Arranjos locais

Fortalecer arranjos produtivos e colaborativos locais com diversas expertises que se concetem com a ponta das organizações e possam atender todas as etapas para a especificação, desenvolvimento, comunicação, formação e bom uso de sofwares, e que permita uma sustentabilidade distribuída em redes, coletivos, profissionais autônomos, pequenas empresas e outras formas de organização.

Servidores Livres e Protocolos

Com o intuito de desenvolver e disponibilizar serviços e infraestrutura para os movimento sociais, a proposta consiste em ampliar o debate entre redes de desenvolvimento com o objetivo de:

Integrar metodologias de gestão, desenvolvimento, controle de versões, documentação e acompanhamento de demandas;
Acompanhamento de Patentes e Questões Legais de Propriedade;
Reflexões técnicas, políticas e científicas a respeito das melhores soluções para a rede;
Incentivo à adesão e atualização de tratados e protocolos;

Considerando a experiência de diversos softwares, não se pretende construir tecnologias hegemônicas, mas fortalecer relações entre comunidades de software para construção de ecoprotocolos (aqueles que se instituem de cima para baixo, a partir do uso que cada grupo faz dos mesmos protocolos).

Rede de Conhecimento Livre

Nasce em construção, na perspectiva de se utilizar da inteligência coletiva para existir, criar e se re-criar de forma permanente. Apresenta um acúmulo de soluções que tem como objetivo potencializar a ação das organizações sociais na internet e de estar em pernamente integração com outras soluções neste campo para compartilhar tecnologia, conhecimento e integrar soluções.

Neste sentido, a Rede de Conhecimento Livre apresenta algumas soluções com o intuito de dar autonomia para os indivíduos e organizações cujas práticas oxigenam, em retorno, as soluções propostas. Através da web e de encontros presenciais, tem o potencial de democratizar o acesso às mais diversas aplicações, tecnologias e práticas de organização, comunicação, colaboração, formação e sustentabilidade.

Na construção desta experiência, focamos o trabalho entre redes, movimentos sociais e populares, coletivos autônomos, projetos universitários, organizações e associações da sociedade civil. Toda essa malha cartográfica entende a Rede Livre como uma forma de “se ver no mapa” e localizar seus pares com a finalidade de trocas diversas: conhecimento, sabedoria, experiência e trabalho.

A proposta consiste em implementar metodologias que atendam de forma completa às demandas digitais de cada organizaçãos que compõe a Rede, além dela mesma.

Atividade do Projeto

Sem actualizações de estado

Deixe o seu comentário

Contactos

Tem questões sobre o Projeto Cidadania 2.0? Tem sugestões? Quer ser nosso parceiro?

Envie-nos um email

Newsletter

Mensagem enviada mensalmente por email com novidades sobre o projeto Cidadania 2.0 e informação sobre novos projetos, entrevistas e artigos sobre a utilização da tecnologia para a democracia e para a defesa de direitos humanos e sociais.

SUBSCREVER

Apoios

Logo da Samsys

Regressar ao cimo