Moçambique: cada cidadão um observador eleitoral

Com o advento da era digital e o acesso cada vez mais disseminado às redes móveis de telecomunicação por todo o território moçambicano, qualquer cidadão pode assumir o papel de observador independente das eleições autárquicas de 20 de Novembro de 2013. Estas representam uma oportunidade – e um desafio – sem precedentes para os observadores e os média.

O Jornal @Verdade em parceria com o Centro de Integridade Pública e o Observatório Eleitoral está a publicar relatos em tempo real desde o início do período de recenseamento (25 de Maio), bem como na edição semanal impressa do Jornal, ficando assim disponíveis para escrutínio público. As ferramentas usadas incluem Facebook, Twitter, Flickr, YouTube, SMS e também o “Mural do Povo” onde os cidadãos sem acesso à tecnologia podem deixar as suas mensagens, denúncias e relatos com um simples giz.

Acompanhamento das Eleições em Moçambique

Acompanhamento das Eleições em Moçambique

 

Sobre a primeira fase do projeto, que decorreu ao longo do recenseamento eleitoral (Maio-Julho 2013): http://globalvoicesonline.org/2013/07/26/photos-mozambique-elections-citizen-observers/

Notícias sobre o projeto: http://euvoto.verdade.co.mz/nas-noticias/

Eu Voto - uma das faces deste projeto

Eu Voto – uma das faces deste projeto

 

Atividade do Projeto

Sem actualizações de estado

2 Comentários

  1. Ana Neves -  15 de Novembro de 2013 - 14:40

    Seria muito interessante tentar avaliar de que forma é que um projeto como este pode ajudar a, pelo menos, minimizar as circunstâncias menos positivas do processo de eleições…

    Responder
  2. Sara Moreira -  15 de Novembro de 2013 - 14:45

    Um artigo académico da Universidade Nova com as Universidades de Oxford e Tufts, “Is Information Power? Using Mobile Phones and Free Newspapers during an Election in Mozambique”, faz uma análise em profundidade dos impactos de uma parte do projecto, impressa: http://www.pedrovicente.org/cell.pdf [pdf, 2013]

    Abstract:
    African elections often reveal low levels of political accountability. We assess
    different forms of voter education during an election in Mozambique. Three
    interventions providing information to voters and calling for their electoral
    participation were randomized: an SMS-based information campaign, an SMS
    hotline for electoral misconduct, and the distribution of a free newspaper. To
    measure impact, we look at official electoral results, reports by electoral
    observers, behavioral and survey data. We find positive effects of all treatments
    on voter turnout. We observe that the distribution of the newspaper led to more
    accountability-based participation and to a decrease in electoral problems.

    Responder

Deixe o seu comentário

Contactos

Tem questões sobre o Projeto Cidadania 2.0? Tem sugestões? Quer ser nosso parceiro?

Envie-nos um email

Newsletter

Mensagem enviada mensalmente por email com novidades sobre o projeto Cidadania 2.0 e informação sobre novos projetos, entrevistas e artigos sobre a utilização da tecnologia para a democracia e para a defesa de direitos humanos e sociais.

SUBSCREVER

Apoios

Logo da Samsys

Regressar ao cimo


Notice: Undefined variable: font_family in /home/cidadania20/public_html/wp-content/plugins/gdpr-cookie-compliance/moove-modules.php on line 282